Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A Polícia Militar do Amapá divulgou nota, no fim da manhã desta segunda-feira (28), sobre o envolvimento de um policial militar num caso de homicídio, ocorrido no Bairro do Muca, na zona sul de Macapá. 

Em uma nota bem curta, o comando da corporação reforçou que se trata de um crime comum, já que o policial Lucas Vilhena estava de folga no momento da morte do adolescente de 17 anos. A PM lembrou que o episódio está sendo apurado pela Polícia Civil.

Em depoimento, o soldado alegou que travou luta corporal com o adolescente que teria lhe oferecido drogas numa área de pontes, por volta das 5h da madrugada de domingo (27). Houve discussão e a luta terminou com a morte do menor e um tiro de raspão na cabeça do policial que se apresentou espontaneamente no Ciosp do Pacoval.

O soldado afirmou que a arma era do adolescente, mas o portal SELESNAFES.COM não conseguiu apurar se ela foi encontrada. O policial disse que estava desarmado e de folga quando decidiu visitar uma amiga, no Bairro do Muca, e foi abordado pelo adolescente.

Um inquérito está sendo conduzido pelo delegado Júlio César, da 4ª Delegacia de Polícia da capital.  

Compartilhamentos