Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

O corpo de um sargento do Exército foi encontrado por vizinhos em uma quitinete no Bairro Novo Buritizal, na zona sul de Macapá, no início da tarde desta segunda-feira (7).

A vila de quitinetes fica na Avenida Tiago Flexa, no cruzamento com a Rua Maria de Nazaré Brito de Souza. Moradores desconfiados do odor que vinha de um dos apartamentos resolveram chamar a polícia.

Quando os policiais chegaram, o apartamento já havia sido aberto. Era possível ver o corpo do sargento em cima da cama, mas os PMs não puderam perceber onde havia ferimentos. 

“Devido ao estado do corpo não foi possível fazer alguns procedimentos no local. Mas Junto com o corpo foi encontrada uma faca suja de sangue em cima da cama”, relatou o sargento Isackson, do 1º Batalhão da PM.

Militar morava sozinho na quitinete desde janeiro. Fotos: Olho de Boto

Policiais militares conversam com moradores

O local foi isolado até a chegada da equipe da Polícia Técnica do Amapá (Politec), que dará o laudo sobre a causa da morte.

Apesar da idade, o sargento já era reformado. Segundo vizinhos, ele não falava com moradores e só era visto quando saia ou chegava ao apartamento. O último dia em que visto foi na sexta-feira (4).

“Ele não falava com ninguém. Foi um irmão dele que veio aqui alugar pra ele. Ele só batia no meu apartamento para pagar. Não recebia visitas e nunca vi ninguém com ele”, comentou a proprietária dos apartamentos.

Militar morava na vila desde janeiro. O apartamento teria sido alugado por um irmão dele

Segundo ela, o sargento morava no lugar desde janeiro, e agia de forma estranha.

“O andar dele era estranho, o olhar dele era estranho. A última vez em que falei com ele foi quando ele me procurou dizendo que houve um problema com o pagamento dele no quartel, mas me garantiu que iria pagar”, acrescentou.

Por volta da 13h, o corpo foi removido pela Politec. O portal SELESNAFES.COM não conseguiu falar com parentes no local. 

Compartilhamentos