Compartilhamentos

De Santana, FERNANDO SANTOS

O homicídio da adolescente Vitória Camile da Silva, de 15 anos, no município de Santana, a 17 quilômetros de Macapá, permanece um mistério, mas a família dela está colaborando com a Polícia Civil e fez revelações inusitadas para os investigadores.  

A principal tese da família, localizada nesta sexta-feira (8) no Bairro Daniel pelo portal SELESNAFES.COM, é de que a menina sabia de um caso de infidelidade conjugal, e que um dos amantes, desconfiado de que ela iria revelar o segredo, decidiu tirar a vida da menor. 

“A gente desconfia que esse tenha sido o motivo, mesmo não tendo nenhuma prova. O fato é que ela sabia disso aí e que pode ter sido por isso. Mas, somente a polícia é que vai poder revelar”, disse um parente que pediu para não ser identificado. A família afirmou que Polícia Civil vai iniciar a investigação usando essas e outras informações.

O portal SN apurou que Vitória chegou a confidenciar para a mãe que sofreu ameaças. A adolescente teria sido vista pela última vez na quarta-feira (6), quando saiu para ir até a casa da avó, mas ela não chegou ao destino e desapareceu. O corpo foi encontrado às 18h30min por adolescentes que jogavam vôlei na Praça da Vila Amazonas.

A perícia esteve no local e constatou que o corpo apresentava um corte profundo na altura do pescoço, e encontrou restos de pele e pelo sob as unhas da menina, indicando que ela tentou resistir às agressões. 

O portal SN confirmou com uma fonte da polícia que os peritos não encontraram vestígios de esperma e nem de violência sexual. O motivo da morte foi uma perfuração na carótida, veia que passa no pescoço. O golpe provocou hemorragia intensa.  

Compartilhamentos