Compartilhamentos

NOTA DO EDITOR

Aos 27 anos, depois de colocar para funcionar a UPA da Zona Norte, inaugurada às pressas em 2014 sem pessoal e equipamentos, o enfermeiro Waldir Bitencourt foi chamado para descascar um abacaxi ainda maior: gerenciar o único pronto socorro da capital, o Hospital de Emergência. Desde então, é difícil ele ter uma madrugada inteira de sono sem receber uma ligação no celular.

Bittencourt está na direção do HE há apenas 1 mês. É claro que a missão está apenas começando e ainda há um longo caminho pela frente, mas muita coisa já mudou graças a pequenas atitudes.

O novo diretor reconhece ser uma pessoa inquieta, uma das características de sua personalidade que usa para transpor os obstáculos da burocracia no dia a dia do movimentadíssimo HE. Ele falou ao SNTV, canal de vídeos do portal SELESNAFES.COM.

Compartilhamentos