Compartilhamentos
De Santana, FERNANDO SANTOS
Por volta das 18h da tarde desta quarta-feira, 20, Ronilson Felipe Pinto de Paes, de 23 anos, foi assassinado a tiros na Travessa 15, Bairro Provedor II, em Santana, segundo maior município do Amapá. Por enquanto, as investigações não descartam indícios de um crime premeditado, uma execução. A PM diz que vai colocar em prática uma nova modalidade de combate ao crime. 
Nas diligências preliminares após o homicídio, a Polícia Militar focou em três suspeitos que teriam escapado do local num carro Siena, cor branca e de placa vermelha, indicando ser um táxi. A Polícia Civil deve seguir essa linha também.
“Com essas características nós temos informações precisas de que quem cometeu esse crime, já estava com a intenção e fez de forma planejada, tanto é que ele procurou o melhor momento, tendo em vista que 40 minutos antes a gente tinha encerrado uma barreira no Igarapé da Fortaleza, que fica próximo do local”, informou o comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Aldinei Almeida (foto de capa).

Vítima foi morta por três homens num táxi. Fotos: Fernando Santos

Ronilson Paes não tinha passagens pela polícia, mas era suspeito de envolvimento em furtos. O comandante do 4º Batalhão informou ainda que ações mais incisivas e efetivas serão realizadas em Santana.
“Vamos ter apoio do Bope e BRPM a partir de agora e vamos implantar, em caráter experimental, a Força Tática, assim como outras políciais de outros estados utilizam. Vamos aumentar o volume das operações e garantir um resultado positivo e trazer ainda mais tranquilidade a sociedade”, informou. 
Compartilhamentos