Compartilhamentos

SELES NAFES

A Caixa Econômica Federal lançou um programa que perdoa em até 90% as dívidas de empréstimos de clientes, como consignados e débitos de cheque especial, entre outras modalidades. No meio do público a ser atingido estão os servidores estaduais que migraram para os quadros da União e automaticamente deixaram de recolher no novo contracheque (agora emitido pelo governo federal) os empréstimos que fizeram no banco.

Dos quase 3 mil servidores que já passaram pela transposição de quadros, cerca de metade tem empréstimos consignados com a Caixa Econômica. Com a transferência, estes clientes tiveram a parcela de desconto para a Caixa desaverbada do contracheque que passou a ser controlado pelo governo federal. Nesses casos, será necessário fazer uma repactuação da dívida.

“(A transposição) é boa para o Estado porque desonera a folha, mas os bancos estão perdendo a averbação de consignados. Com aquelas pessoas que estão nos procurando estamos fazendo um novo contrato. Mas têm aqueles que não estão comparecendo. (…) Estamos tomando medidas administrativas e até judiciais em alguns casos de má fé”, explica o superintendente regional da Caixa, Ederson Negri.

Programa perdoa até 90% da dívida original. Foto: Arquivo/SN

Segundo o superintendente, apenas a metade dos servidores que ficou inadimplente com a transposição está procurando o banco.

“Os maiores valores a gente tem batido na porta, literalmente, e pedindo para conversar conosco. Nossa intenção não é brigar, mas manter a relação com esses clientes que têm grande potencial”, ponderou.  

No dia 30 de setembro termina o prazo para quem pretende renegociar e conseguir o desconto de até 90%, abatimento válido para quem puder pagar a vista. Um fato interessante é que o perdão não é apenas dos juros e multas. A redução atinge até o valor contratado.

“Temos bastante dívida de cheque especial. Por exemplo: a pessoa emprestou R$ 10 mil a três anos, com apenas R$ 1 mil consegue quitar. Isso vale também para CDC e consignados. Nas agências de Macapá, Santana, Oiapoque e Laranjal do Jari temos equipes de plantão para atender esse público”, informou o superintendente.

Compartilhamentos