Compartilhamentos

De Oiapoque, HUMBERTO BAÍA

Neste domingo (10), a cidade de Oiapoque, a 590 quilômetros de Macapá, realizou seu primeiro enduro de motocross. O evento reuniu pilotos do Pará, Amapá e da Guiana Francesa, divididos em 6 categorias. 

“Há muito tempo tem moto cross por aqui, mas eram motos construídas sem nenhuma técnica e não reuniam  pilotos de verdade. Hoje estamos tornando um sonho realidade “, explicou o piloto Juca, proprietário de uma loja de auto peças em Oiapoque e organizador do evento.

Vários hotéis na cidade ficaram lotados. Foram pelo menos 50 pilotos convidados para a competição. As cidades de Santana e Macapá, e de Almeirim e Santarém (PA) mandaram representes a Oiapoque.

Público lotou as laterais da pista. Fotos: Humberto Baía

Teve gente que improvisou para ter uma visão melhor das motos

Torcida dos pilotos

A pista foi construída no campo do Independente, clube de futebol local. O evento reuniu pelo menos 2 mil pessoas, segundo a PM.

Para muitos, foi a oportunidade de uma renda extra, como dona Maria da Graça, vendedora ambulante.

 “Num evento como este eu ganho até R$ 600 vendendo água e coxinha”, diz ela.

Houve apenas um acidente

Pilotos de 4 cidades do Brasil disputaram as baterias com pilotos da Guiana Francesa

Gabriela foi eleita a Garota Motocross

Durante o evento também foi eleita a Garota Motocross. Quem levou o título foi a estudante Gabriela Ferreira, de 17 anos.

Durante as apresentações houve apenas um acidente, mas nada grave. O piloto francês Françoise Girad trincou o fêmur.

O torneio distribuiu R$ 15 mil em prêmios e contou com apoio da Prefeitura de Oiapoque.

Juca organizou a competição

Aparelhagem automotiva na pista

Ganhadores em seis categorias diferentes: R$ 15 mil em prêmios

Compartilhamentos