Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

O governo do Amapá lançou nesta quarta-feira, 27, no Palácio do Setentrião, o edital de seleção para a Organização Social de Saúde (OSS) que fará a cogestão da Clínica Dra. Euclélia Américo – Maternidade de Parto Normal, localizada na zona norte da capital. A finalidade é trazer maior eficiência ao serviço público de Saúde. 

Podem participar do edital, entidades qualificadas no âmbito estadual, conforme adequação da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). O resultado da seleção está previsto para 60 dias.

“Esse é mais um passo estratégico para a saúde do Amapá. O edital proporciona mais transparência nas ações públicas, mas especialmente na cogestão. Essa é nossa política pública de saúde”, destacou o secretário de Saúde, Gastão Calandrini.

Governador com equipe e juiz João Bosco Soares. Fotos: Cássia Lima

As organizações sociais são entidades sem fins lucrativos, ou seja, é uma sociedade civil possibilitada de participar de convocações públicas feitas pela administração para a celebração de contrato de gestão, fomento e execução de atividades.

“Uma das principais virtudes dessa cogestão na nova maternidade é propiciar reformas no Hospital Mãe Luzia. O modelo de gestão irá permitir que se amplie as vagas no sistema agregando mais uma maternidade nova e moderna”, pontuou o juiz federal João Bosco.

Maternidade está com 95% das obras concluídas, e deverá ser entregue em janeiro de 2018. Foto: Arquivo SN

Maternidade da zona norte

Localizada em frente ao Super Fácil da zona norte, no bairro São Lazaro, a maternidade está com 95% da obra concluída. O espaço conta com 23 alojamentos conjuntos, com quarto e banheiro, salas de pré-parto, parto e pós-parto, subdivididos em 11 enfermarias.

Há ainda 10 leitos no centro cirúrgico para cesáreas, 7 para UTI neonatal, 5 para cuidados intermediários e dois para unidade canguru. A previsão é de que a obra seja entregue no início de janeiro de 2018.

Compartilhamentos