Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A Justiça do Amapá aceitou denúncia contra o empresário Elton Félix Gobi Lira por crime de estelionato num contrato com a Sanprev, o instituto de previdência dos servidores da prefeitura de Santana, cidade a 17 quilômetros de Macapá. A ação penal está sendo movida pela Promotoria Criminal da cidade.

De acordo com a denúncia, em fevereiro de 2015, a empresa do acusado, a Êxito Consultoria, ofereceu contratos de R$ 300 mil e de R$ 546 mil para o instituto. O dinheiro da aposentadoria dos servidores seria aplicado no mercado de ações para captação de mais recursos.

No entanto, a atual gestão da Sanprev descobriu que a empresa falsificou documentos para assinar os contratos. Desde 2014, a Êxito está com a autorização para atuar no mercado de ações cassada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), órgão regulador do Ministério da Fazenda.

“Tudo se tornava bastante atrativo e aparentava estar na legalidade e legitimidade, o que acabou tornando a Sanprev uma das vítimas do esquema”, diz trecho da denúncia ofertada pelo MPE, e assinada pelo promotor Anderson Souza.

Elton Lira permanece preso em Belém, acusado de outros crimes.. Foto: Arquivo/SN

O golpe ocorreu na gestão passada. A nova direção foi quem informou as irregularidades, e chegou fazer contato com o empresário para pedir cópias dos contratos, e também para solicitar o resgate R$ 167 mil. Os pedidos não foram atendidos.

“O modus operandi é o mesmo aplicado em outros municípios do Estado do Pará, como Oeiras do Pará, Portel, Muaná e Belém”, explica do promotor.

Além da devolução do valor corrigido, a denúncia pede a aplicação de multa de R$ 846 mil, equivalente ao valor recebido indevidamente pelo empresário que continua preso em Belém acusado de outros golpes.  

Compartilhamentos