Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

A conclusão do processo de liberação pela União do terreno para construção do Hospital de Prevenção do Câncer de Barretos no Amapá deve acontecer em dez dias. A informação foi confirmada durante reunião entre parlamentares do Estado e a Secretaria de Patrimônio da União (SPU), na quarta-feira (13).

O hospital será construído em uma área à margem da Rodovia Norte Sul, próximo ao prédio da Justiça Federal, na zona norte de Macapá. Para execução da obra foram destinados R$ 21 milhões, oriundos de emendas de nove parlamentares amapaenses. O dinheiro está na conta do governo do Amapá desde 2016, aguardando a liberação do terreno.

O secretário de Saúde, Gastão Calandrini, disse durante a reunião que a construção do Hospital de Barretos faz parte de um tripé de combate ao câncer, que envolve, também, a construção da unidade de radioterapia, ao lado do Hospital de Emergências da capital, e uma nova Unidade de Alta Complexidade em Oncologia, com recursos do Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo Calandrini, para a construção da unidade de radioterapia serão demolidos dois ambulatórios, que serão transferidos para outro prédio, ainda em processo de locação. O espaço, com projeto já concluído, será executado com recursos do governo do estado.

“A carreta de Barretos chega agora em outubro ou novembro para começar os trabalhos preventivos contra o câncer [no Amapá]. É uma carreta itinerante que vai percorrer os bairros de Macapá e dos municípios do estado, realizando, principalmente, exames de PCCU [Prevenção de Combate ao Câncer do Útero] e outras demandas de prevenção”, concluiu o secretário.

Participaram da reunião com a SPU o senador João Alberto Capiberibe (PSB) e a deputada federal Janete Capiberibe (PSB).

Compartilhamentos