Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Uma denúncia anônima levou policiais militares a um dos acusados de participar da morte do coreógrafo Adrilson de Carvalho, de 35 anos, conhecido no meio cultural como “Bombeiro”. O acusado tem 16 anos e foi apreendido na tarde desta quinta-feira (21), no município de Pedra Branca do Amapari, a 188 quilômetros de Macapá.

Um informante ligou para a guarnição, por volta das 14h, indicando onde o acusado estava escondido. A residência fica na Rua Pastor Hélio, no Bairro Central, a pertence a uma tia do adolescente infrator. Chegando ao local, o adolescente foi encontrado e conduzido para a delegacia de polícia de Pedra Branca do Amapari.

No entanto, ele será levado para a delegacia de polícia de Santana, onde corre o inquérito e onde já existe uma determinação judicial para seu recolhimento.

O homicídio ocorreu no último dia 14, no município de Santana. O coreógrafo foi morto ao tentar proteger uma mulher que estava sendo assaltada em um abrigo de ônibus.  Segundo testemunhas, um dos quatro bandidos percebeu que o coreógrafo não estava armado e o atacou por trás com várias punhaladas.

“Ele (o menor) deu alguns nomes. Ele confessou que estava no grupo, mas negou que tenha dado as facadas que mataram a vítima”, relatou o sargento Jorge Sá, que comandou a prisão.

A transferência do menor para Santana começou no fim desta tarde.

Compartilhamentos