Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

A Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa) vai retomar a leitura dos medidores de água em unidades consumidoras de Macapá e Santana. Quinze funcionários estarão nas ruas efetuando a leitura e a conta será emitida na hora, a exemplo do que já fez a CEA. 

Ainda não há uma data exata de quando a emissão instantânea das contas será feita, mas isso ocorrerá depois da atualização dos cadastros de consumidores. Funcionários estão percorrendo as residências e prédios comerciais para coletar os dados dos clientes.

Diretoria da Caesa. Fotos: André Silva

A companhia está há quatro meses com o serviço de leitura paralisado, devido ao fim do contrato com a antiga empresa que realizava as leituras. Isso fez com que a inadimplência aumentasse consideravelmente, segundo o presidente da Caesa, Valdinei Amanajás. 

“A leitura não estava sendo feita e a conta não estava sendo entregue, apenas pela internet. Mas o índice (procura) é muito pequeno. O consumidor precisa receber a sua conta e a gente precisa fazer isso”, considerou o presidente. 

Hoje, o faturamento da companhia gira em torno de R$ 4 milhões. Com a volta do serviço depois da contratação de uma nova empresa, a expectativa é de que o faturamento aumente em R$ 2 milhões, segundo Amanajás.

Identificação do leitura da Caesa: uniforme e crachá

A diretora Comercial e de Negócios da companhia, Magali Xavier, acredita que cada um dos quinze leituristas poderá alcançar centenas de unidades por dia. A diretora também reforçou que todos os profissionais estarão devidamente identificados. 

“Eles estarão com o uniforme padrão com a logo da Caesa e um crachá, onde terá o nome dele é a logo da companhia”, informou a diretora comercial.

A Caesa passa por um processo de reestruturação em suas finanças. Segundo o presidente da instituição, cerca de 50% dos consumidores estão inadimplentes com a companhia. Desde o mês de agosto os consumidores que estão inadimplentes com a empresa estão sendo convidados a se apresentar e negociar suas dívidas que, em alguns casos, estão sendo divididas em até cinquenta vezes. 

Compartilhamentos