Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um acidente num cruzamento do Bairro Santa Rita, em Macapá, deixou vários feridos na madrugada desta terça-feira (12). A colisão envolveu um ônibus adaptado para a venda de lanches e um táxi.

O acidente aconteceu por volta das 2h. O ônibus trafegava pela Avenida FAB, e o táxi pela Rua Hildemar Maia em direção ao Aeroporto Internacional Alberto Alcolumbre, onde ia buscar um passageiro.

Os dois se chocaram debaixo do semáforo da Avenida FAB. Com a colisão, o ônibus ficou desgovernado, subiu numa calçada  e bateu contra o muro da Escola Estadual Antônio João. Por sorte não passava ninguém no momento.

Ônibus ficou desgovernado e subiu a calçada da escola. Fotos: Olho de Boto

Táxi ficou bastante danificado: “um trabalhador sem trabalho”, queixou-se o taxista

Além do motorista, no ônibus estavam mais quatro trabalhadores da lanchonete. Dois deles foram atendidos pelo Samu e levados ao Hospital de Emergência de Macapá sem ferimentos graves.

O motorista do táxi também ficou ferido, porém, foi logo liberado e retornou ao local do acidente para prestar esclarecimentos à polícia e fazer o teste de alcoolemia, que deu negativo.

O motorista do ônibus também fez o mesmo procedimento e o resultado foi negativo. Ele permaneceu no local, prestou esclarecimentos e depois foi procurar atendimento médico se queixando dores em virtude do forte impacto.

Motorista do ônibus acusou o taxista de avançar o semáforo, e vice-versa

Há duas versões para o acidente. Sem gravar entrevista, o motorista do ônibus limitou-se a afirmar que o taxista avançou o sinal.

Já o taxista disse ao portal SELESNAFES.COM que o sinal estava aberto para ele.

“Cinco pessoas dentro um ônibus que é uma lanchonete. Todos soltos dentro do ônibus e foram para o pronto socorro junto comigo. (…) Meu táxi vai ficar parado e mais um trabalhador desempregado. Graças a Deus estou bem. Mas o ônibus avançou e acabou com o trabalho de um trabalhador”, queixou-se.

Air-bag foi acionado com o impacto

A Polícia Técnica do Amapá esteve no local, e vai apontar a circunstância real do acidente. Com o impacto, o semáforo deixou de funcionar e o muro da escola ficou parcialmente destruído.

Foram conduzidos para o HE:

Adriano de Souza, de idade não revelada; José Gleice Silva, de 29 anos; e Luiz Fernando Almeida Antunes, de 43 anos, motorista do ônibus.

Compartilhamentos