Compartilhamentos

 

DA REDAÇÃO

Praças de Macapá agora possuem pontos de recolhimento de óleo de cozinha usado. Chamados de “ecopontos”, os recipientes foram distribuídos pela prefeitura e já estão funcionando. 

A iniciativa é da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec), e é a continuidade de um trabalho feito no início do ano quando óleo usado pelos batateiros da Beira-Rio foi recolhido e aproveitado na fabricação de sabão em barra.

A experiência deu certo, e agora existem recipientes no Mercado Central, Balneário de Fazendinha, praças Beira Rio, Nossa Senhora de Fátima, da Rodovia do Curiaú, Floriano Peixoto e Chico Noé.

Batateiro da Beira Rio despeja óleo usado. Fotos: Divulgação/Semdec

Cada recipiente tem capacidade para 1 mil litros. O produto será recolhido uma vez por semana por uma empresa para fabricação de sabão e biodiesel. O sabão será doado a escolas.

 

 

O descarte inadequado do óleo usado causa uma série de problemas, como o entupimento das tubulações, e no solo gera a impermeabilização, evitando a drenagem das águas da chuva. Nos rios, um litro é capaz de contaminar 10 mil litros de água. 

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Lucas Abrahão, adiantou que o próximo passo é a implantação de uma política semelhante para reutilização do lixo das feiras.

Outro recipiente na Praça Chico Noé

Compartilhamentos