Compartilhamentos

LEONARDO MELO

A operação deflagrada pela Polícia Civil do Amapá contra o tráfico de drogas nesta sexta-feira (22), em Macapá, terminou com a apreensão de 4,5 quilos de “skank” e mais de 100 comprimidos de ecstasy. A droga sintética estava no carro de um promotor de festas que também foi preso.

Os 10 mandados de busca e apreensão foram cumpridos em cinco pontos diferentes da capital. Entre os locais está um hotel, no Bairro Central, e uma vila de apartamentos no Bairro Santa Rita, onde um traficante foi preso com cocaína e maconha.

O esctasy estava em um hotel onde um guianense estava hospedado. No apartamento foram apreendidos 4,5 quilos de skank e uma arma de fogo. O acusado também foi preso.

Em hotel os policiais apreenderam quase 4,5 quilos de skank. Foto: DTE

Em outro mandado de busca, os policiais revistaram o carro de um promotor de festas rave onde foram encontradas 121 cápsulas de ecstasy, além de pulseiras da festa marcada para começar na manhã do sábado (23), em um sítio na zona rural de Macapá. A festa seria uma continuação de outra festa que vai começar nesta sexta-feira (22) à noite.

“Ele era tão abusado que botava nas cápsulas de ecstasy uma marca com as iniciais dele, DK”, explicou o delegado Sidney Leite, que chefiou a operação com apoio das delegacias de Crimes Contra o Patrimônio (DECCP), Homicídios (Decipe) e Núcleo de Operações e Inteligência (NOI).

Das seis pessoas conduzidas em situação de flagrante para a delegacia de polícia, apenas duas foram liberadas porque estavam com porções que caracterizavam mais o uso do que o tráfico.

Compartilhamentos