Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Foi lançado nesta segunda-feira, 2, o 11º Censo Agropecuário, Florestal e Aquícola (Censo Agro 2017). O estudo, que vai acontecer simultaneamente em todos os estados brasileiros, no Amapá vai a 6.485 propriedades agrícolas dos 16 municípios.

O trabalho de coleta de dados deve encerrar em fevereiro de 2018, e as primeiras informações serão divulgadas em maio do mesmo ano. A previsão é de que em 2019 sejam divulgados os resultados finais.

O objetivo do levantamento é buscar dados detalhados desde a agricultura familiar até o agronegócio (conjunto de operações da cadeia produtiva agropecuária do trabalho agropecuário até a comercialização).

Lançamento do censo aconteceu no palácio do governo Fotos: Governo do Amapá

O lançamento aconteceu no palácio do governo, e contou com autoridades do setor de desenvolvimento econômico do estado e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), órgão responsável pela pesquisa, cuja última edição ocorreu em 2006.

O governador do Amapá, Waldez Góes, disse na ocasião que o Estado tem compromisso em colaborar com a pesquisa e ressaltou a importância da coleta de informações. “Os resultados possibilitarão a otimização das nossas políticas públicas e serão agregados ao desenvolvimento humano, social e econômico do Estado do Amapá”, falou Waldez.

Além de fundamentais para entender a agropecuária do país e, especificamente, do Amapá, os resultados do Censo Agro 2017 serão incluídos na nova estimativa do Produto Interno Bruto (PIB) – medida do valor dos bens e produtos que o país produz. Dessa forma, será possível a comparação do agronegócio com as demais atividades econômicas.

Para que o levantamento seja realizado no Amapá, haverá quatro postos de coleta responsáveis por diferentes regiões do Estado: Laranja do Jari (Laranjal do Jari de Vitória do Jari); Porto Grande (Porto Grande, Ferreira Gomes, Pedra Branca do Amapari e Serra do Navio); Amapá (Amapá, Tartarugalzinho, Pracuúba e Calçoene e Oiapoque) e Macapá (Macapá, Santana, Mazagão, Itaubal e Cutias do Araguari).

Além disso, haverá um posto de coleta no munícipio de Afuá, no Pará, cuja realização do Censo Agro é de responsabilidade da Unidade do IBGE no Amapá, devido a proximidade.

Compartilhamentos