Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um dos traficantes mais violentos de Macapá morreu na madrugada desta sexta-feira (13), numa troca de tiros com policiais do Bope, no Bairro do Perpétuo Socorro, na zona leste.  

Os policiais tinham recebido uma denúncia anônima indicando a comercialização de drogas em uma residência na passarela da Avenida Ana Nery. Quando chegaram ao local, por volta das 2h, os policiais viram uma pessoa entrando às pressas em uma residência.

Ao entrarem no imóvel, que é um sobrado, os policiais foram recebidos a tiros. Os disparos eram feitos do andar superior. Os policiais revidaram e atingiram o agressor que morreu momentos depois no Hospital de Emergência de Macapá. Com ele foi apreendido um revólver calibre 38 com três munições deflagradas.

O acusado foi identificado como Ronielson dos Santos Marques, de 25 anos, o “Ronny”. Ele é apontado pelos moradores e pela polícia como chefe do tráfico no bairro, e uma pessoa extremamente violenta, que gostava de ostentar armas para impor o silêncio na comunidade.

Ronny: 14 processos. Foto: Arquivo policial

De acordo com a PM, ele respondia a 14 processos por roubo, porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas.

“Ele era tido como cabeça da venda de entorpecentes, e já havíamos prendido ele por esse crime. Já tinha condenações e passou um bom tempo no Iapen. Mas é aquela situação: ia e voltava e continuava no mundo do crime”, comentou o comandante do Bope, tenente-coronel Paulo Mathias.

Compartilhamentos