Compartilhamentos

JAIR ZEMBERG

A Polícia Militar do Amapá atendeu um caso inusitado na manhã desta quarta-feira (18), no Conjunto Macapaba, na zona norte de Macapá. Um morador foi roubado, supostamente, depois de se recusar a pagar uma garota de programa, de apenas 15 anos.

O crime ocorreu na madrugada. Segundo a PM, o morador e um colega estavam bebendo num dos apartamentos e chamaram três garotas menores de idade para compartilhar a vodka. Elas aceitaram o convite.

“Ficamos bebendo, e elas pediam para ir ao banheiro e eu deixava. Mas depois disso eu não lembro de mais nada porque eu fiquei chapado”, disse o morador dono do apartamento.

Menores são levados para a Delegacia de Atos Infracionais. Fotos: Jair Zemberg

Quando ele acordou, deu falta do televisor, roupas, sapatos e outros objetos pessoais. Ele chamou a PM que fazia ronda no local. A equipe logo apreendeu cinco menores que levaram os policiais até o apartamento do casal Israel Santos de Oliveria, de 22 anos, e Adriely Rafaela Anselmo Costa, de 25 anos. Vários objetos foram recuperados no local.

Uma das meninas apreendida confessou ter mandado furtar o apartamento, mas alegou que fez um programa com a vítima que não teria pagado o valor combinado, R$ 100.  O colega dele também teria mantido relações com a menina, mas depois alegou que não tinha dinheiro.

“Eu faço o programa, mas ele não quis me pagar e chamei os meninos pra roubar no apartamento dele. (…) Tinha mais outro lá que trabalha com ele. Fiquei com os dois. (…) Foi a primeira vez, mas esse vagabundo não me pagou”

Policiais encontraram objetos no apartamento do casal. Em destaque à esquerda, menor que confessou 

Ela também confessou que colocou calmante na bebida da vítima. 

Ouça a entrevista da adolescente

Os menores foram levados para a Delegacia de Atos Infracionais, que deve investigar o suposto ato sexual com a menor. O casal foi apresentado por receptação no Ciosp do Pacoval. 

Compartilhamentos