Compartilhamentos

SELES NAFES

A comemoração dos 36 anos da Federação de Ciclismo do Amapá, no próximo sábado (7), será marcada por uma prova com homenagens e protestos por mais segurança na Rodovia JK. É a mesma rodovia onde uma jovem de 27 anos, praticante de cicloturismo, foi atropelada e morta, na semana passada.

O corpo de Ana Paula de Almeida Silva, a “Paulinha”, como era chamada carinhosamente pelos amigos e colegas de pedal, foi sepultado no último sábado (30), em Macapá.

Ela foi atropelada no dia 28 de setembro, quando passava na frente da Universidade Federal do Amapá (Unifap). Uma estudante que dirigia o carro alegou que fez a conversão para o campus, mas não viu a ciclista.

Paulinha usava o capacete, mas isso não foi suficiente para impedir a lesão grave na cabeça que a matou.

“Há muito tempo a gente vem pedindo uma ciclovia ali. Teve muito repercussão esse acidente porque foi com uma praticante de cicloturismo, mas muitos trabalhadores morrem naquela rodovia. Existem acidentes ali todos os dias”, criticou o presidente da FAC, Jair Borges.

Capacete não evitou lesão grave no acidente. Foto: Reprodução

A prova de sábado será realizada na Rodovia Norte/Sul, a partir das 15h30min. As inscrições iniciam nesta segunda-feira (2) e terminarão na quinta-feira (5). As inscrições, que custam R$ 10, só podem ser feitas na sede da federação, na Rua Manoel Eudóxio, 1260, próximo ao fórum. Veteranos e crianças são isentos. 

Na prova, um bolo de 1 metro vai comemorar o aniversário da federação, e uma placa será entregue à família de Paulinha.

Compartilhamentos