Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Os moradores do bairro Goiabal, na zona oeste de Macapá, estão reclamando do asfaltamento de ruas dentro de um loteamento na região. Eles organizaram um abaixo assinado para tentar resolver o problema. A mobilização é porque o loteamento é privado, e o serviço, segundo afirmam, está sendo feito por homens e máquinas da Secretaria de Estado de Transporte do Amapá (Setrap).

Nesta segunda-feira (23), trabalhadores da Setrap estavam no local executando o asfaltamento de um ponto no loteamento. Em outra área do investimento privado, máquinas faziam a terraplanagem.

Morador do Goiabal reclama que região nunca recebeu asfalto Foto: Leonardo Melo

De acordo com o morador do bairro há 6 anos, Fabrício Frota, a associação de moradores sempre lutou e pediu ao governo o serviço de terraplanagem e asfaltamento das principais vias do Goiabal. Mas, segundo ele, a reivindicação nunca foi atendida.

“A gente está esperando há muitos anos. E agora nos deparamos com isso, um verdadeiro abuso e absurdo. A gente fica indignado porque no ramal da vila é uma tristeza, mas o do loteamento está pronto em menos de um mês”, reclamou o morador.

Serviços de asfaltamento estão quase conclusos Foto: Leonardo Melo

A população que mora no Goiabal critica a prioridade do governo e alega que além da poeira e dos buracos, os cadeirantes, idosos e crianças do bairro sofrem com a falta de infraestrutura das vias.

“Nós estamos indignados com essa falta de consideração pelos moradores daqui. Ficamos surpresos com o trabalho dentro desse loteamento privado, mas, que recebe o serviço público. Estamos com um abaixo assinado para entregar amanhã nas mãos do secretário”, falou o morador Igor Brito, de 37 anos.

A reportagem do portal SELESNAFES.COM tentou falar com o secretário de Transporte do Amapá, Jorge Amanajás, mas ele não atendeu à nossa equipe.

Compartilhamentos