Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Criminosos roubaram cerca de R$ 30 mil de um posto de combustíveis na Rodovia Duca Serra, já no município de Santana, a 17 quilômetros de Macapá. A Polícia Militar prendeu três suspeitos, na manhã desta segunda-feira (2), com parte do dinheiro e uma arma. Durante o roubo, criminosos chegaram a atender os clientes como se fossem os frentistas, que na verdade estavam trancados dentro de um banheiro.

O crime ocorreu por volta da 1h30min. Segundo a PM, eram pelo menos cinco assaltantes. As vítimas foram amarradas e trancadas em um banheiro. Para não levantar suspeitas, os criminosos vestiram os uniformes dos frentistas e começaram a atender os clientes que chegavam.

Dentro do escritório do posto, os criminosos tiveram tempo de abrir o cofre sem precisar arrombá-lo. Os assaltantes juntaram o dinheiro que havia dentro e fugiram num táxi que estava do lado de fora dando apoio.

Os funcionários só conseguiram se desamarrar duas horas depois da invasão. A PM fez incursões pelas redondezas, mas nenhum deles foi localizado.  

Horas depois, uma equipe do 4º BPM que fazia o patrulhamento pelo Bairro Fonte Nova desconfiou de um homem que estava entrando em uma residência e que ficou nervoso ao ver a equipe. O suspeito foi abordado antes de entrar na residência e com eles foram encontradas várias porções de drogas.

Os policiais decidiram entrar na casa atrás de mais drogas, e acabaram encontrando roupas, dinheiro e uma arma, além de objetos pessoais dos frentistas, como os uniformes. Um casal que estava dentro da residência foi conduzido para a Delegacia de Polícia.

A PM voltou ao posto para mostrar os objetos encontrados e eles foram reconhecidos pelas vítimas. Apenas uma pequena parte do dinheiro foi recuperada na casa.

“Foi dada a voz de prisão e eles (os acusados) informaram como usaram os uniformes. Eles informaram que roubaram R$ 25 mil, mas a gerente nos informou que foram R$ 30 mil”, comentou o tenente Elder, do 4º BPM. A PM procura por mais dois criminosos.

Fato estranho

Chamou a atenção dos policiais o fato de o cofre não ter sido arrombado. A equipe chegou a pensar que ele nem havia sido aberto.

É que entre os que foram presos está Osmal Souza Figueiredo, o “Raul Chaveiro”, de 53 anos. Ele é especialista em arrombamentos, e, segundo a PM, tem a habilidade para abrir cofres sem usar a força. Chaveiro é procurado pela Justiça por roubo.

Além dele, foram presos: Elizamar Machado de Almeida, de 38 anos; e Diarleson Rafael Rodrigues Lins, de 28 anos. Elizamar Almeida já cumpriu pena de 6 anos no Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen). O crime dela não foi informado pela PM.

Compartilhamentos