Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Um projeto de lei propõe a interligação do Amapá ao restante do país por meio da ampliação da BR-156, que liga Macapá a Laranjal do Jari, ao sul do estado. A ideia é ampliar a estrada até o município de Alenquer, no Pará. O anúncio foi feito na tarde desta segunda-feira (16), no Palácio do Setentrião, no Centro da capital.

O projeto de lei federal nº 7252/17, que quer alterar no Plano Nacional de Viação, pretende alongar a BR-156 com acesso aos estados do Pará e Roraima. O projeto de viabilidade financeira da obra está sendo feito pelo Departamento Nacional de Transporte (Dnit), e ficará pronto, segundo o deputado Federal Vinicius Gurgel (PR), até o fim de dezembro.

O parlamentar está atuando em parceria com os deputados federais Remídio (PR-RR), e Lúcio Vale (PR-PA).

Anúncio foi feito nesta segunda-feira, no Palácio do Setentrião Foto: André Silva

No encontro estavam representantes do legislativo federal e estadual e uma comissão do estado de Roraima.

“A lei foi criada após um estudo que fizemos. Nele, identificamos que a região amazônica precisa ser integrada. A integração mais fácil e mais prática foi essa que nós encontramos”, justificou o deputado Remídio.

Mapa mostra previsão de estrada Foto: Reprodução

Os parlamentares acreditam que o Dnit pode assumir a manutenção da BR depois que o trecho for federalizado.

O Amapá entraria em parceria com os demais estados para construir uma ponte sobre o Rio Parú, em Almerim (PA). O governador Waldez Góes disse que, a princípio, a travessia será realizada por balsas e os três governos podem arcar com os custos de manutenção.

Governador Waldez Góes falou sobre a importância da interligação Foto: André Silva

“A mobilização política é fundamental. Tenho a compreensão da importância desta interligação. Neste momento temos que, no mínimo, estarmos unidos, tanto na manutenção como na interligação por balsas no rio Parú”, considerou o governador Waldez Góes.

Depois da reforma, a BR-156 passará a ter um total de 1.294 km, com o trajeto previsto desde Alenquer até a fronteira com a Guiana Francesa, em Oiapoque, ao norte do estado.

Compartilhamentos