Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), deferiu pedido de liminar protocolado pelo senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) para que seja aberta a votação sobre as medidas cautelares de Aécio Neves (PSDB-MG). A votação está marcada para esta terça-feira (17), no Senado, às 16h.

A decisão é do início desta manhã. O mandado de segurança foi protocolado no STF ontem para que o voto dos senadores seja aberto e nominal.

O senador disse que existe uma intensa articulação para salvar Aécio, e lembrou que no caso Delcídio do Amaral, o ministro Edson Fachin também decidiu pelo voto aberto, também em ação movida por Randolfe. À época, Aécio também defendeu o voto transparente no plenário.

Ministro Alexandre de Moraes, do STF. Foto: STF

“Aliás, as ironias da história merecem ser exploradas justo por evidenciarem a natureza contingente e recalcitrante das convicções dos homens públicos do país: por ironia do destino, justo o senador Aécio Neves da Cunha, além de votar pela manutenção da prisão decretada em desfavor do então senador Delcídio do Amaral (PT-MS), recorreu, ele próprio, ao STF, pela via mandamental, para requerer provimento cautelar da corte no sentido de impedir ao então presidente Renan Calheiros (PMDB-AL) que procedesse à votação suspensiva da aludida prisão por meio do voto secreto”

O senador, que é líder da REDE, disse que é importante o acompanhamento da opinião pública, já que dois terços dos 54 são candidatos à reeleição.

Compartilhamentos