Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Com um parquinho improvisado, a reforma do Parque do Forte, no entorno da Fortaleza de São José, no Centro de Macapá, segue parada. As placas dizem que os serviços durariam 180 dias. Agora, a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinf) diz que não tem data definitiva para o fim da revitalização do local.

O Parque do Forte é um dos lugares preferidos das crianças que visitam o complexo. Os brinquedos, que são em sua maioria de madeira, passaram muito tempo quebrados, mas foram reformados provisoriamente.

Segundo a Seinf, a empresa que executa a obra está esperando o pagamento de uma fatura ainda este mês pelo governo do Estado.

Alguns brinquedos foram reformados, provisoriamente, para receber o público. Fotos: André Silva

A maior parte dos brinquedos é de madeira

O guarda municipal Márcio Elton, de 40 anos, disse que costuma levar os filhos para brincar no local. Ele falou que fica triste em ver o lugar abandonado. Elton lembra que à noite a situação é ainda pior.

“Aqui fica muito escuro. Ninguém tem coragem de dar a volta na Fortaleza com medo de entrar no lugar escuro e não voltar”, queixou -se o guarda municipal. 

Ana Carem da Silva, de 23 anos, considera a Fortaleza um dos pontos mais importantes para a história do amapaense. Ela disse que vê as placas falando em obras, mas não vê nenhuma movimentação. 

“Querendo ou não ela faz parte da nossa história. Se você observar ela não está em boas condições. Está abandonada”, protestou a estudante. 

Compartilhamentos