Compartilhamentos

De Santana, FERNANDO SANTOS

Em um ato público que ocorreu na sexta-feira (13) na Câmara de Vereadores de Santana, foi realizada a assinatura de transferência de títulos de terrenos do município para o Governo do Estado. Nessas áreas serão construídos centros comunitários e uma arena esportiva.

Os recursos foram garantidos após consulta popular durante plenárias do Projeto Emenda Participativa, da deputada federal Marcivânia Flexa (PCdoB).

O plenário ficou lotado por representantes de diversas associações de moradores. O governador do Estado, Waldez Góes (PDT), e o prefeito de Santana Ofirney Sadala (PHS), conduziram a cerimônia. Com a liberação dos terrenos, serão construídos dois centros comunitários, nos bairros Nova Brasília e Fonte Nova.

“Tivemos um trabalho enorme de buscar a liberação desses terrenos e agora estamos tendo a concretização do ato. Vamos ter um centro comunitário onde poderemos ter nossas reuniões e discussões para trazer melhorias da nossa comunidade. Agora é aguardar já o início das obras”, disse a presidente da associação de moradores do bairro Nova Brasília.

Deputada federal Marcivânia Flexa: população escolheu. Fotos: Central de Comunicação

Durante as plenárias da Emenda Participativa

Ao todo, para os dois centros comunitários serão destinados R$ 400 mil reais. Já na comunidade do Elesbão, o anseio dos moradores era pela construção de uma arena esportiva. Nesta obra serão investidos R$ 450 mil. O governador do Waldez Góes garantiu que as obras deverão ser concluídas já em 2018.

“Agora é com a gente. Houve todo esse imbróglio em torno da liberação do terreno, o que acabou causando atraso. Eu creio que até o ano que vem já teremos inaugurado estas duas obras que são importantes para a população”, afirmou.

O prefeito Ofirney Sadala, considera importante a parceria entre os governos para a melhoria da qualidade de vida da população santanense.

“Acho que quem ganha é a população. Deixamos as questões político/partidárias de lado e estamos beneficiando a população”, afirmou.

Associações lotaram a Câmara de Vereadores

A deputada Marcivânia Flexa lembrou que foi preciso se desdobrar para garantir que os recursos fossem aplicados. Além disso, a parlamentar afirmou que o Projeto Emenda Participativa atende diretamente o que a população decide. Ou seja, onde serão aplicados os recursos garantidos junto ao governo federal.

“Foi a população que decidiu o que seria construído. Isso será um ganho importante para a população e a gente está muito satisfeita com tudo isso”, finalizou.

Compartilhamentos