Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Até sábado (25), o Centro de Música Walkíria Lima realiza a 22ª Semana do Músico no Amapá. A programação, que iniciou na terça-feira (21), lembra os 65 anos da instituição que já foi um conservatório antes de se tornar um centro de educação profissional. 

O tema aborda as três fazes do centro, além de homenagear pessoas que contribuíram com ações relevantes para a difusão da música no estado, como professores e diretores.

Escola de música é tradicional no Amapá Fotos: André Silva

A programação oferece aos alunos oficinas, recitais e cursos, e uma exposição de fotos antigas e de eventos atuais.

“Essa escola tem formado grandes músicos que já saíram até daqui para se capacitar mais, fora. Temos professores que dão aula aqui e que já foram alunos do centro. Quando a música é desenvolvida de forma correta, a gente percebe que ela contribui para o crescimento do indivíduo. A música transforma o ser humano em uma pessoa melhor”, falou a diretora da escola, Maria do Socorro Loureiro.

Para ministrar as oficinas, além de professores do centro, estão sendo aguardados três professores da Guiana Francesa que vão contribuir com suas experiências em piano, canto e guitarra.

“Eventos como esses contribuem muito para a nossa formação”, falou a aluna de violão Maria Pereira, de 17anos.

Compartilhamentos