Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

A nova estátua de São José, padroeiro do Amapá, ficará pronta em 20 dias, segundo prevê a Associação Comercial e Industrial do Amapá (Acia), responsável pela nova imagem, que, ao contrário da atual, será posta na pedra do guindaste, no rio Amazonas, de frente para Macapá.

A ideia de mudar as estátuas, substituindo a atual por uma maior, partiu da Diocese de Macapá. Segundo a entidade, a nova imagem terá três metros de altura e vai pesar uma tonelada.

“Se ele ficar de costas, a beleza do santo não será apreciada por quem estiver na orla. A imagem que está lá foi colocada de frente porque as embarcações chegavam por ali com passageiros. Quem abençoa a cidade é o menino Jesus que está nos braços dele, e, como ele vai abençoar estando de costas?”, questionou o presidente da Acia, Altair Pereira.

O governo do estado, segundo a Acia, comprometeu-se em fazer a recuperação do bloco de concreto que foi colocado no local da antiga pedra do guindaste, demolida por um embarcação depois de um acidente.

A água está infiltrando na estrutura e se a nova estátua for colocada em cima, pode ruir. A nova base será revestida por laterita, material da antiga pedra, para dar a impressão de que a estrutura é a original. Bloco fica a 300 metros da orla da cidade.

“A ideia é recuperar o bloco e deixá-lo mais alto e mais robusto, e revesti-lo com o material que era da pedra que havia ali”, falou o presidente da Acia.

A estátua está sendo esculpida pelo artista piauiense Lindomar Plácido. Altair Pereira disse que tentou contratar artistas locais, mas não conseguiu. O mesmo artista vai restaurar a antiga imagem que será colocada em frente a Fortaleza de São José.

“Assim como tem cariocas que nunca foram ao Cristo Redentor, tem muito amapaense que nunca foi até a Fortaleza de São José, e acredito que isso será um atrativo. Essa mudança será um grande marco para o turismo do Amapá, eu acredito”, disse Altair Pereira.

Estátua está sendo esculpida pelo artista piauiense Lindomar Plácido Fotos: Arquivo Pessoal

Curiosidade

No século passado, a pedra do guindaste teve como finalidade servir de alvo aos exercícios de tiro dos soldados, ao norte da Fortaleza de São José de Macapá.

Compartilhamentos