Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

“Sr. ladrão, após sua décima visita, informamos que não restou mais nada para você levar de nossa escola”. O aviso está em uma faixa colocada nesta semana ao lado da Escola Estadual Antônio João, no Santa Rita, em Macapá. A instituição já foi furtada dez vezes, e a comunidade escolar reclama de insegurança no local.

De acordo com a Secretaria de Estado da Educação (Seed), em dez dias será concluída a instalação de vigilância monitorada na escola.

Escola é furtada com frequência desde junho Foto: Cássia Lima

A medida de segurança não agrada a todos os servidores.

“Câmera não segura bandido. Nós queremos segurança de verdade. Não temos mais laboratório porque os computadores foram levados e até nossa merenda foi alvo de furto”, disse um professor que preferiu não se identificar por medo de represália.

Direção diz que até merenda escolar foi levada Foto: Cássia Lima

Os furtos na escola têm sido frequentes desde junho. Já foram levados da escola botijão de gás, impressora, centrais de ar, computadores, alimentos da merenda escolar e até violões e teclados de um projeto social para alunos.

“Todo dia pensamos que vamos chegar à escola e encontra-la arrombada. Queríamos um vigilante ou uma ronda mais frequente da polícia. Nosso medo é de entrarem no meio da aula”, falou o professor.

Compartilhamentos