Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O governo do Amapá informou, em nota, nesta sexta-feira (10), que vai transferir para uma nova ala dentro do Hospital de Clínicas Alberto Lima (HCAL), a unidade psiquiátrica que funciona no mesmo hospital. Não foi informado prazo para a mudança.

O anúncio vem após visita do Ministério Público Estadual (MP), à unidade, na quarta-feira (8), ocasião em que a Promotoria de Defesa da Saúde, à frente da inspeção, verificou e afirmou haver no local falta de profissionais e de remédios, e estrutura física inadequada. A ala psiquiátrica do HCAL é a única pública no Amapá.

Conforme o governo, diferente do que expôs o MP, não há falta dos medicamentos Clorpromazia e Haloperidol na unidade psiquiátrica. A nota diz ainda que “a equipe multiprofissional cuida do paciente em crise conforme determina a Lei nº 10.216, da reforma psiquiátrica, que só determina a internação do paciente em último caso – decidido pelo psiquiatra ou pelo juiz – e pelo menor tempo possível”.

De acordo com os promotores de Justiça André Araújo e Fábia Nilci, faltam na unidade no HCAL, psiquiatras, psicólogos, terapeutas ocupacionais e assistentes sociais.

O governo informou que “onze médicos alternam o atendimento na psiquiatria do HCAL, mais dois foram contratados e atualmente mais um médico está em processo de contratação”.

Compartilhamentos