Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Agentes de endemias da prefeitura de Macapá vistoriaram 8.880 imóveis e 3.285 depósitos que serviriam de criadouro para o Aedes aegypti. O saldo corresponde a uma ação de combate ao mosquito transmissor da dengue e outras doenças, iniciada no bairro Novo Horizonte, zona norte da cidade.

De acordo com a prefeitura, a ação vai agir em locais que apresentam médio risco, segundo o Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti. 

“Essas ações são preventivas para a chegada do inverno, onde o acúmulo de água costuma ser maior, por isso, a importância da população fazer sua parte eliminando recipientes que sirvam de criadouro para o mosquito”, diz o coordenador do Programa de Combate à Dengue, Kilder Vidal. 

Na ação, também foram contabilizados quatro recusas de vistoria e 951 imóveis fechados. Nesses casos, moradores podem ligar para o Disk Mosquito e solicitar a visita de uma agente de endemia.

“A população pode nos auxiliar no combate ao Aedes denunciando possíveis focos”, conclui Kilder. 

Na zona sul, as atividades continuam no bairro Jardim Marco Zero e se estendem até o distrito de Fazendinha. Na zona norte permanece no Boné Azul.

Compartilhamentos