Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

O deputado Moisés Souza (PSC) deve voltar ainda nesta quinta-feira, (9) para o Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen). O Tribunal de Justiça entendeu que ele violou a prisão domiciliar.
A audiência de justificação iniciou as 9h. Moisés foi ouvido e liberado para voltar para casa. O resultado só saiu uma hora e meia depois.
“Estou suspendendo a prisão domiciliar e determinando o retorno ao Iapen. Quero que ele seja submetido a uma junta médica no prazo de 30 dias”, proferiu o desembargador presidente do Tjap, Carlos Tork.
A junta médica vai averiguar supostos problemas de saúde que o levaram à prisão domiciliar. Até o momento, ele tem apenas laudos de médicos particulares sobre problemas cardíacos, apresentados durante a audiência pela defesa.

Defesa proibiu imagens frontais do deputado. Fotos: Cássia Lima

O ex-presidente da Assembleia Legislativa do Amapá (Alap) foi informado da decisão na sua residência. A defesa do deputado não informou que horas ele deve se apresentar ao Iapen.
Moisés foi ouvido nesta quinta pelo Tjap durante audiência de justificação sobre o envolvimento em um acidente de trabalho no dia 29 de agosto na rodovia JK. Durante a audiência, ele usou do direito de permanecer em silêncio. A defesa proibiu fotos frontais do deputado, que está condenado a 13,4 anos por peculato/desvio e dispensa de licitação. 
Compartilhamentos