Após furto: Policiais se atiram no rio atrás de “Pato”

Compartilhamentos

Até às 11 horas da manhã policiais militares ainda procuravam um criminoso que pulou no Rio Amazonas para fugir de uma perseguição na manhã desta terça-feira, 24. O bandido conhecido como “Pato”, e mais cinco acusados, furtaram mais de 100 relógios de uma loja na Rua São José, no Centro de Macapá. Os bandidos guardavam o material do furto debaixo de uma sorveteria no Trapiche Eliezer Levi. O lugar é uma espécie de “albergue” de usuários de crack que costumam cometer furtos e assaltos na orla e Centro Comercial.

Cinco criminosos saíram do buraco debaixo da sorveteria e foram presos

Cinco criminosos saíram do buraco debaixo da sorveteria e foram presos. Foto: Jair Zemberg

 

A polícia conseguiu prender cinco suspeitos, mas Pato foi único que conseguiu escapar pelo rio. Segundo a Polícia, o crime ocorreu por volta de 5h30min da manhã. Os criminosos arrombaram a porta dos fundos da loja, e levaram roupas e relógios dentro de mochilas que foram guardadas embaixo do Trapiche. A dona do estabelecimento acionou a polícia assim que percebeu a ação dos criminosos. “Quando eu cheguei já haviam saído. Eles roubaram roupas, relógios e a máquina de cartão. Eu chamei a polícia e começou a perseguição”, contou a proprietária da loja, Maria Zuleide Costa.

Zuleide Costa, comerciante

Zuleide Costa, comerciante

A polícia descobriu a localização dos criminosos por meio de denúncias. Como não conseguiram entrar embaixo do Trapiche, jogaram uma bomba de efeito moral dentro do esconderijo. Cinco dos bandidos saíram e foram capturados pela polícia, mas Pato se jogou na água e nadou até uma área com árvores às proximidades do Igarapé da Fortaleza.

Policias ainda tentaram capturar o bandido, mas não tiveram êxito porque a maré estava cheia. “Os policiais viram ele pulando e nadando para essa parte do rio. Nossa principal dificuldade é a maré que cansa os policiais. As árvores dentro do rio também atrapalham”, explicou o tenente Cezar, do 6ª Batalhão.

A alternativa encontrada pela polícia é aguardar a maré baixar para localizar o bandido.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!