Campeão no RJ: Panda disse que tinha prometido cinturão para as crianças

Compartilhamentos

O tenente da Polícia Militar do Amapá, Wanderson “Panda”, de 32 anos, já era um campeão na vida real antes de conquistar o título da oitava edição do “Fatality Arena”, no Rio de Janeiro. Campeão porque ele comanda em Macapá um projeto antidrogas que usa o esporte para atrair crianças e adolescentes em situação de risco. Ao chegar com o cinturão no Aeroporto de Macapá na tarde de segunda-feira, 20, e ser recebido pelas crianças do projeto, o militar não conteve as lágrimas.

Panda recebido por colegas e criança do projeto

Panda recebido por colegas e criança do projeto

Tenente do Batalhão de Operações Especiais (Bope) , Panda é lutador de jiu-jítsu e atua em competições de MMA na categoria Peso Pena. “Foi muito difícil chegar lá. Foi muita determinação principalmente pela falta de condições e de apoio que os atletas do estado sempre enfrentam”, disse ele.

Apesar das adversidade, Panda chegou a final da competição no Rio de Janeiro para enfrentar, no último sábado, 18, Cylderlan “Porco Loko”, que já tinha mais de 50 lutas no cartel. Wanderson tinha apenas 4 lutas com 4 vitórias.

Momento da luta contra Cyderlan: vitória por unanimidade. Foto: Reprodução/Facebook

Momento da luta contra Cyderlan: vitória por unanimidade. Foto: Reprodução/Facebook

Quando pensou que ia perder a luta, ele lembrou de uma promessa. “Prometi para as crianças que eu ia trazer o cinturão nem que fosse no dente”, disse emocionado no aeroporto, antes de ser conduzido em um carro aberto pelas ruas da capital. 

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.