Com o retorno das cirurgias, cinegrafista agora é o 13º da fila

Profissional de imprensa foi baleado, durante desentendimento com um policial em um posto de gasolina, no mês de julho
Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Há quase 20 dias internado no Hospital de Emergência de Macapá (HE), o cinegrafista Charles Maduro, de 40 anos, baleado por um policial militar no dia 29 de julho, disse que a fila de espera por cirurgia começou a andar. Devido o retorno das cirurgias eletivas no Hospital de Clinicas Alberto Lima (Hcal), ele passou de 17º para 13º na fila de espera.

Desde o início do mês de agosto as cirurgias eletivas ortopédicas e oncológica estavam suspensas no Hcal por falta de materiais cirúrgicos. Com isso, a fila de espera de pacientes no HE aumentou.

Entre os que necessitam de procedimento cirúrgico está o cinegrafista Charles Maduro. Ele chegou a passar por uma pequena cirurgia na perna onde um fixador foi colocado.

Cirurgias foram retomadas no Hcal. Foto: André Silva

“O jeito é esperar. Tem pessoas bem piores que eu e que estão há mais tempo também”, disse o cinegrafista.

Sobre o desentendimento com o policial, ele disse que uma audiência está marcada para o dia 28, onde serão ouvidos ele, a mulher e a filha.

Retorno das cirurgias

A Secretaria de Saúde do Estado (Sesa) anunciou que as cirurgias  retornaram no dia 7 deste mês e que os agendamentos acontecem gradativamente, conforme a disponibilidade de materiais entregues pelos fornecedores.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!