Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Em uma ação ordenada, a prefeitura de Macapá retirou ambulantes da praça Zagury, na orla de Macapá. A determinação é parte de recomendações do Ministério Público ao Município. A proposta é para que haja a desobstrução do passeio público e organização do trânsito na capital.

Ao todo, foram retirados mais de 30 batateiros, vendedores de sorvete e de churrasco, donos de pula-pula e lanchonetes; além de 20 vendedores de melancias e barracas usadas como desembarque de produtos no entorno da Feira do Pescado.

Ação aconteceu na manhã desta quarta-feira Foto: Cássia Lima

“Nós não podemos trabalhar. Não podemos garantir o sustento dos nossos filhos. Ainda fomos informados que se não saíssemos recolheriam nosso material. Isso é uma palhaçada com o servidor”, disse o batateiro João Nunes, que trabalha há 3 anos no local.

Mesmo com as reclamações, os vendedores foram retirados e o local foi limpo. Nos próximos dias, equipes de fiscalização da prefeitura vão permanecer no local para evitar reocupação.

Praça Zagury tem passeio público liberado Foto: Cássia Lima

Segundo a prefeitura de Macapá, a desobstrução segue recomendações do Ministério Público para que os empreendimentos não utilizem as calçadas como extensão de suas propriedades e negócios, dificultando e impedindo a circulação de pessoas no passeio público.

“Não é só a retirada, mas toda a revitalização daquele espaço até aquela arquibancada. Vamos recuperar aquele espaço e organizar os vendedores”, falou o coordenador de comunicação da prefeitura, Diniz Sena.

De acordo com o ele, o Município fará a recuperação da iluminação, quadras, campos e passeio público de toda a praça Zagury. Atualmente, os empreendedores continuam sendo notificados e devem fazer o cadastro na prefeitura.

A programação é para que eles sejam organizados e uniformizados para voltar a trabalhar na praça. Mas os considerados “chapeiros” e vendedores de bebidas não poderão permanecer no local devido a recomendação do MP.

 

Compartilhamentos