Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Uma equipe da 2ª Delegacia de Polícia de Santana, cidade a 17 quilômetros de Macapá, prendeU um ex-bancário acusado de desviar dinheiro do Bradesco. O rombo teria ultrapassado a quantia de R$ 300 mil, segundo a Polícia Civil do Amapá.

A prisão ocorreu no início da madrugada desta quarta-feira (22), por volta das 2h. Cristian Patrick Amaral da Cruz, de 23 anos, desembarcava no Aeroporto Internacional Alberto Alcolumbre.  

Ele chegou num voo de carreira que partiu de Florianópolis (SC) com destino à Macapá quando  foi surpreendido pelos policiais que estavam de campana no aeroporto. 

“Fomos avisados pela polícia de Florianópolis que estava monitorando ele, e nos avisou que ele pegaria esse voo. (…) Temos informações de que apanharia algumas coisas em Macapá, iria até Oiapoque e depois atravessaria para a Guiana Francesa”, comentou a delegada Luiza Maia, que comanda as investigações e conduziu a operação que resultou na prisão do ex-bancário.

De acordo com a Polícia Civil, Cristian Cruz era o funcionário do banco responsável por abastecer os caixas eletrônicos.

“Ele era funcionário efetivo do banco e se aproveitava disso para cometer o furto. Foram três meses de investigações que encerram agora com a prisão dele”, acrescentou Luiza Maia.

A forma como ele desviava o dinheiro, segundo a delegada, ainda precisa ser esclarecida.

“Mas há indícios suficientes, por isso fizemos o pedido da prisão preventiva”, concluiu.

Delegacia Luiza Maia: 3 meses de investigações e indícios suficientes

No interrogatório preliminar, já na delegacia, ex-funcionário do Bradesco se manteve em silêncio. Como está com a prisão preventiva decretada, ele foi encaminhado para o Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen).

Compartilhamentos