Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O Produto Interno Bruto (PIB) amapaense registrou recuo de 5,5% em 2015, aponta pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta quinta-feira (16). Conforme o estudo, a queda foi a maior do país. O indicador mede as riquezas nos segmentos da agropecuária, indústria e comércio e serviços.

Para o governo do Amapá, o resultado negativo é reflexo direto da crise econômica experimentada no ano de 2015, bem como intervenções implementadas, pela iniciativa privada ou pelo poder público, sobretudo nos setores produtivo e da indústria.

De acordo com o secretário de Estado do Planejamento, Antônio Teles Júnior, a composição da taxa de crescimento negativo amapaense deve-se, especificamente, por transformações em atividades econômicas destes dois segmentos.

O estudo do IBGE aponta que todos os estados brasileiros registraram queda em relação ao estudo anterior, que teve como base dados de 2014.

Mato Grosso do Sul (-0,3%), Roraima (-0,3%) e Tocantins (-0,4%) tiveram as menores quedas, enquanto Amapá (-5,5%), Amazonas (-5,4%) e Rio Grande do Sul (-4,6%) tiveram as reduções mais acentuadas.

Compartilhamentos