Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Um evento que aconteceu nesta quarta-feira (13), no Palácio do Setentrião, reuniu representantes dos 12 projetos  selecionados do primeiro edital Audiovisual do Amapá. Na ocasião, o governador do estado garantiu que haverá recursos para o segundo edital que poderá ser lançado no ano que vem.

Há mais de 10 anos, o estado não acessava recursos para o setor. O aporte financeiro para a produção das obras é oriundo do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), com R$ 2 milhões, e mais R$ 1 milhão, oriundo do governo.  A iniciativa foi da Agência Nacional de Cinema (Ancine), reguladora do cinema no país.  Estima-se que com as gravações, serão gerados mais de 1 mil empregos no Amapá.

João Figueiredo, da JF Produções, teve dois projetos contemplados. Para ele, o investimento que o Estado faz no setor é de extrema importância para que o Amapá seja reconhecido no cenário nacional como produtor de produtos cinematográficos.

“Só tenho a agradecer ao governo do estado por acreditar nesse processo, e dizer que este tipo de investimento só tem a trazer coisas boas para o Amapá, e fortalecer a cena local, além de gerar emprego e renda”, agradeceu Figueiredo.

João Figueiredo teve dois projetos contemplados Foto: André Silva

Um dos projetos contemplados foi o curta documentário “Encantados do Cri-ú”. O filme vai mostrar testemunhos de moradores do Quilombo do Curiaú, que vão falar sobre a aparição de entidades que eles chamam de encantados. É a primeira vez que a equipe da autora da obra, a estudante de artes Valéria Ramos, participa deste tipo de edital.

“É uma emoção indescritível. Como mulher negra, quilombola e artista, está sendo um ganho em todos os campos da vida. A comunidade sempre sentiu necessidade de mostrar a real face que é essa cultura do Curiaú”, enfatizou Ramos.

Estudante de artes Valéria Ramos teve projeto aprovado Foto: André Silva

“Reafirmo nosso compromisso de dar continuidade à política pública para o seguimento de cultura no estado. Podem ir trabalhando essas produções e já preparando as próximas para o segundo edital”, afirmou o governador Waldez Goes (PDT).

Entre os projetos selecionados, está dois telefilmes, um de ficção e um documentário,  quatro curtas-metragens documentário, dois curtas-metragens de ficção, um curta-metragem animação, um longa-metragem e duas séries-documentários.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos