Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

As chuvas serão menos frequentes no “inverno” amapaense, segundo a meteorologia para 2018. O volume de água, no entanto, deverá ser maior a cada evento. Esse fenômeno deve provocar alagamentos.

A previsão é do Núcleo de Hidrometeorologia e Energias Renováveis (NHEMT) do Iepa. O meteorologista Jeferson Vilhena acredita que o evento é influenciado pelas mudanças climáticas, como o aumento de temperatura, ventos mais fortes, El Nino e La Nina.

“Tudo pode influenciar”, explicou Vilhena.

Para Macapá, segundo ele, são esperadas pancadas rápidas, porém, com volumes de água que podem chegar a 50 mm a cada 22 minutos. Ou seja, é a mesma quantidade que cai normalmente durante uma hora.

“Isso é ruim porque não dá tempo de a água escoar. Ela acumula muito rápido e causa alagamentos pela cidade”, alertou o meteorologista.

Estiagem

Chuvas que vêm caindo nos últimos dias, como a de sábado (9), marcam o fim do forte período de estiagem que o Estado enfrentou este ano. Isso causa o aumento de nebulosidade no céu e as pancadas de chuvas tendem a aumentar gradativamente.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos