Luthier amapaense constrói violino com madeiras da Amazônia

Profissional trabalha com a construção e manutenção de instrumentos musicais.
Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Tocar um instrumento é difícil e requer prática e paciência. E muito mais delicado que tocar é saber construir. É apaixonado e empolgado com a nova profissão que o professor Diêgo Freitas de Souza, de 28 anos, retorna para Macapá. Após mais de um ano de curso, ele é um dos primeiros profissionais do mundo a construir um violino com madeiras da Amazônia.

O professor sempre foi apaixonado por música, mas nunca teve a oportunidade de aprender a tocar. Cantar ele já tentou, mas não deu certo. Uns anos atrás ele viu um curso da Oficina Escola de Luteria da Amazônia (OELA), e decidiu participar.

Luthier é um dos primeiros profissionais do mundo a construir um violino com madeiras da Amazônia Fotos: Seles Nafes

“Achei a oportunidade perfeita. Me inscrevi e fui estudar durante o período diurno em Manaus. Fui um dos 8 alunos que finalizaram o curso de luteria para violino com madeira certificada da Amazônia”, falou.

Diêgo Freitas é luthier, profissional que trabalha com a construção e manutenção de instrumentos musicais. E a escolha pelo violino veio a partir do som e da delicadeza do instrumento, segundo ele.

Durante o curso ele aprendeu que o breu branco e coração de negro são as madeiras da Amazônia ideais para o instrumento que dura cerca de dois meses para ficar pronto e tem um custo final de R$ 1.5 mil.

 “Eu vi essa oportunidade e embarquei com a cara e a coragem. Meu objetivo é trabalhar e continuar com esse oficio, mas, agora, aprender a tocar”, frisou, sorrindo.

Mas se engana quem acha que a fórmula é fácil. O professor ressalta que se errar um milímetro na medição, o produto final não vai prestar.

“Um dia, durante o curso, eu errei a medição. Nossa! Bate um estresse, mas eu compreendi que isso requer não só tempo, mas paciência e dedicação”, lembrou.

 

Hoje, ele já sabe que para fazer um violino precisa usar madeira certificada, material de corte, formão, goiva para fazer o contorno, molde e planilha. Além disso, o segredo é ter atenção.

“Eu quero fazer novos para vender. É um produto certificado, com qualidade e durabilidade”, garante.

O luthier atende pelo whatsapp no número (92) 8248-9660, Facebook Diêgo Freitas e no instagram diegofreitas01.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!