Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um incêndio causou uma tragédia no Bairro Infraero II, na zona norte de Macapá, na madrugada desta quinta-feira (14). Pai e filha morreram dentro do banheiro quando tentavam se proteger das chamas.

O acidente ocorreu por volta das 4h na Rua Bertoldo Sousa Duarte. Na casa estavam: pai, mãe e os filhos, uma menina de 2 anos e um menino de 5 anos.

Assim que percebeu as chamas, a família tentou fugir, mas os bombeiros acreditam que eles não tenham conseguido abrir as grades no meio do desespero e também pela escuridão, já que o imóvel estava sem energia no momento.

“A grade da porta ainda está com os três cadeados”, observou o tenente Oliveira, do Corpo de Bombeiros do Amapá.

Presos pelas próprias grades, eles decidiram correr para o banheiro, que foi realmente o único lugar aonde as chamas não chegaram. Contudo, eles não escaparam da fumaça.

“Acreditamos que eles tenham morrido pela inalação de fumaça”, presume o oficial.

Família com 4 membros morava na casa. Fotos: Olho de Boto

Pai e filha morreram dentro do banheiro

Vizinhos ouviram os gritos desesperados dos moradores da casa, e tentaram ajudar. Foi assim que o menino e a mãe conseguiram escapar com vida.

A mulher estava com parada respiratória, e foi reanimada pelo Corpo de Bombeiros. Ela foi transferida em estado grave para o Hospital de Emergência de Macapá (HE). O menino é o único que não corre risco de morte.

“O Bombeiro chegou rápido, e teve a ajuda dos moradores. O menino saiu entre as grades e uma parede com a ajuda de um morador”, revelou o tenente Carlos, do 2º Batalhão da Polícia Militar. 

Moradores relataram que o incêndio começou durante a chuva e o vento forte. Alguns disseram ter visto um curto-circuito no poste que teria queimado os fios até a casa. O Corpo de Bombeiros deve iniciar ainda hoje a perícia no local.

Fogo teria começado depois de um curto-circuito

As vítimas foram identificadas como:

Edmilson da Cruz Lazamer, de 49 anos

A esposa identificar apenas como “Nete”, de 29 anos

Eliana Lazamer Leão, de 3 anos

Antônio Dionísio Lazamar, de 6 anos

O pai trabalhava como auxiliar numa loja de materiais de construção que cedeu o imóvel para que ele pudesse morar com a família. O local também funcionava como uma espécie de depósito de materiais.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos