Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Após muita gritaria e quebra-quebra, a sessão sobre a mudança da Lei Orgânica do Município de Macapá foi suspensa na Câmara de vereadores na tarde desta quinta-feira (28). O parecer já havia sido aprovado por 16 dos 23 vereadores quando o público presente se exaltou e invadiu o plenário.

Segundo o vereador Victor Hugo (PV), os manifestantes invadiram a plenária, jogaram ovos nos vereadores Diego Duarte (Podemos), Marcelo Dias (PSDB) e no próprio presidente da casa, Acácio Favacho (PROS). 

“A polícia já chegou aqui e estamos controlando a situação. Mas parte do plenário foi muito depredado e a barra que divide o plenário da galeria foi totalmente destruída”, contou o vereador.

As imagens enviadas pelos vereadores mostram muito nervosismo dos manifestantes e quebra-quebra. O guarda-corpo que isolava o plenário das galerias foi quebrado. A Guarda Municipal não conseguiu conter os mais exaltados.

De acordo com o vereador, os parlamentares irão acalmar os ânimos e pedir que a sessão ocorra a portas fechadas.

“Quebraram tudo. Depredaram o patrimônio público e não tem como continuar. Vamos pedir que a sessão ocorra a portas fechadas só com a presença da imprensa. Estamos muito assustados”, disse o vereador.

A votação da Lei Orgânica do município de Macapá trata do adicional de curso superior e licença prêmio. Além disso, a sessão era a primeira de duas obrigatórias que o texto tem que passar.

A Câmara de Macapá informou que vai tentar continuar a sessão ainda hoje com mais duas pautas: a Lei Orçamentária Anual (LOA) e Estatuto do Servidor.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos