Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

A namorada de Nazareno Rodrigues dos Santos, que morreu aos 21 anos no domingo (21), com um tiro na cabeça, disse em depoimento que o jovem se matou por amor a ela. O episódio aconteceu no bairro Congós, zona sul de Macapá.

De acordo com a adolescente de 16 anos – que não terá a identidade revelada -, o namorado brincava com uma arma de fogo. Ele teria carregado o revólver com uma bala e iniciado a chamada “roleta russa”. A menina contou que no primeiro disparo, nada aconteceu, mas que, a segunda tentativa, foi fatal. A cena da morte foi violada e até agora a arma não foi encontrada.

Nazareno Rodrigues dos Santos tinha 21 anos Foto: Reprodução

No depoimento, prestado nesta segunda-feira (22), ao delegado Armando Jacó, da Delegacia Especializada em Investigações de Atos Inflacionais (Deiai), a menor falou que na hora do fato estavam apenas ela e o namorado na casa. Ela disse que ele queria dar uma prova de amor para ela.

“Ela disse que ele teria feito isso por amor. Ele disse: ‘olha vou mostrar do que eu sou capaz de fazer por amor’. Foi a última coisa que ele falou. Ele deu o primeiro disparo seco na frente, e, o segundo, ele teria encostado o cano na testa, e esse foi fatal”, relatou o delegado.

Para ele, a perícia terá muito trabalho, já que a arma não estava no local e a cena onde ocorreu o episódio foi totalmente comprometida, pois, quando a adolescente saiu para pedir ajuda, muitas pessoas entraram na casa, e, segundo ele, pode ter sido nesta hora que a arma desapareceu, e, junto com ela, o projétil da bala e outros pertences do rapaz.

“Arma, cartucho de munição. Não ficou nada. O local foi totalmente violado”, afirmou o delegado.

Jacó disse que para saber se a menina teve participação na morte ou se foi realmente um suicídio, terá de aguardar o laudo cadavérico e residuográfico, para saber a distância em que a arma disparou.

Segundo a Polícia Militar, Nazareno Rodrigues não morava no local onde foi encontrado. A casa funciona como venda de drogas.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos