“Lixão” toma conta de área próxima a Cidade do Samba

Prefeitura informou que faz a limpeza do trecho, mas que o problema persiste.
Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Uma lixeira viciada está ocupando a lateral da Avenida Ivaldo, no Barro Zerão, zona sul de Macapá. Os próprios moradores denunciam que são pessoas da vizinhança e de outros bairros que passam pelo local e despejam o lixo. A prefeitura informou que faz a limpeza do trecho, mas que o problema persiste.

O terreno fica entre a Cidade do Samba e a novo prédio da Unidade de Pronto Atendimento (UPA). No local, são despejados objetos de todos os tipos: carcaça de TV, lixo orgânico, resto de construção, pneus, entre outros.

Todo tipo de lixo é jogado na região Foto: André Silva

O taxista Francisco da Chagas mora em frente ao terreno há pouco mais de um ano. Ele disse que desde que chegou ali vê a situação ser a mesma.

“Tem gente que vem de longe, para o carro e joga o lixo aí. O que incomoda é o fedor que vem daí”, reclamou o taxista.

Taxista Francisco da Chagas mora em frente ao terreno Foto: André Silva

Lourdes Maria, de 45 anos, mora no bairro Universidade. Ela pratica caminhada e passa pelo local todos os dias. A mulher reclama da sujeira, e também da escuridão à noite.

“Enquanto não fizerem nada aqui, vai continuar a mesma coisa”, queixou-se.

Terreno fica na margem da Evaldo Veras Foto: André Lima

O terreno foi doado pelo governo estadual para a prefeitura de Macapá, que iniciou a construção da Cidade do Samba, ainda não concluída. Cinco barracões foram construídos, quando o projeto prevê a construção de dez.

Para manter o terreno limpo, a Secretaria de Manutenção Urbanística (Semur) realiza limpezas periódicas no local, mas o problema volta a acontecer, informou.

A Semur orienta que para esse tipo de crime existe penalidade. O infrator pode responder a processo e ser multado.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.