Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Era um domingo de sol. O Rio Araguari, no município de Ferreira Gomes, cidade a 135 quilômetros de Macapá, estava convidativo para o banho. Tudo indicativa que seria um dia de pura diversão. Ninguém poderia adivinhar o aconteceria em seguida, e muito menos que resultaria num ato de bravura reconhecido oficialmente quase 4 anos depois, na manhã desta quinta-feira (4), pela Polícia Militar do Amapá.

O então soldado Orlean Mendes, do Batalhão de Operações Especiais (Bope) do Amapá, estava de folga com a família no dia 20 de julho de 2014, e pretendia aproveitar bem o dia em um balneário de Ferreira Gomes, quando avistou um menino, em desespero, sendo arrastado pela impiedosa correnteza do Araguari.

Vice-governador Papaléo Paes muda patente do soldado herói. Fotos: Olho de Boto

O soldado agiu por instinto e pulou na água. O salvamento, contudo, foi arriscado. Foi necessário nadar mais de 150 metros, já na correnteza, para salvar o menino, então com 9 anos.

“Foi quando eu conseguir trazer o menino para a beira do rio. Ele era deficiente de uma perna”, lembra o herói.

A promoção de patente por ato de bravura é uma das mais difíceis da PM, e precisa seguir um rígido trâmite por vários departamentos da polícia, incluindo uma junta de oficiais, até culminar no reconhecimento oficial por meio da promoção. 

“O menino hoje tem 13 anos. Eu até conversei com os pais dele para informar sobre a promoção, só que o mais importante é que a vida dele foi salva”, ponderou Orlean, promovido a cabo da PM nesta quinta, numa solenidade no Comando Geral da PM, pela manhã.

Tenente Alves Neto com medalha concedida pelo combate à criminalidade

Além de Orlean, outro policial também foi homenageado. O tenente Francisco Alves Neto, hoje lotado no Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE).  

O “lobo do asfalto”, como são apelidados os policiais do BPRE, recebeu a medalha “Tenente Pessoa”, honraria concedida a policiais que se destacaram no combate à criminalidade.

Junto com outros policiais, o tenente fez várias prisões de foragidos, recuperou veículos roubados e fez várias apreensões de armas durante o ano de 2017.

“Foi um trabalho feito com as equipes. (…) Sinto-me honrado com esse reconhecimento pela PM e governo do Estado e estamos aí com o comandante Capitão Marques para continuar prestando esse serviço nas companhias estaduais”, disse ele.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos