Compartilhamentos

SELES NAFES

O prefeito de Itaubal do Piririm, cidade a 112 quilômetros de Macapá, na região oeste do Amapá, foi cassado pela Câmara de Vereadores na manhã desta quinta-feira (4). Victor Hugo Rodrigues (PMDB) vinha sendo investigado há cerca de seis meses por uma comissão processante.

O prefeito era acusado de desrespeitar cinco itens da Lei Orgânica do Município, como passar mais do que 15 dias afastado do município sem autorização do Legislativo, não responder aos requerimentos da Câmara e não residir no município.

Os vereadores afirmam que o endereço do prefeito, que é médico, é apenas um domicílio de fachada.

“O endereço que ele informa como residência é um casebre. E todas as vezes que a comissão processante precisou notificá-lo nesse endereço ele não era encontrado”, informou o presidente da Câmara de Vereadores de Itaubal, Jailson Picanço (PMB).

Sessão que cassou o mandato do prefeito, nesta quinta-feira (4). Fotos: Divulgação/CMI

“Ele não respondia a nenhum pedido de informação da Câmara quando feitos os requerimentos em tempo hábil sobre balancetes e folha de pagamento”, acrescentou o vereador.

O inquérito da Comissão Processante chegou a ser suspenso por uma liminar deferida a pedido do prefeito, mas, em dezembro, o Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap) concluiu que os vereadores poderiam prosseguir com a apuração.

O parecer da comissão indicando a cassação por crime político/administrativo foi aprovado por seis votos a zero, o equivalente a 2/3 dos vereadores, o mínimo necessário para o procedimento.

Vice-prefeito, José Serafim, foi empossado logo depois

O vice-prefeito, José Serafim (PR), foi empossado numa rápida solenidade na Câmara por volta das 16h. O portal SELESNAFES.COM tenta contato com o prefeito cassado. Ele também é investigado pelo Ministério Público do Estado por supostos saques ilegais de recursos da prefeitura.

Em 2016, ele foi eleito com 1.789 votos, o equivalente a 36% do total de eleitores de Itaubal.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos