Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

O espetáculo que conta o naufrágio ocorrido há 37 anos no Rio Jari, Sul do Amapá, volta para a sua sétima apresentação. O “Novo Amapá” traz histórias de pessoas que sobreviveram à tragédia e lembra quem se foi.

Ocorrido no dia 6 de janeiro de 1981, o naufrágio deixou aproximadamente 300 mortos, número que por várias vezes chegou a ser questionado por sobreviventes e pela Capitania dos Portos, que, à época, relatou que dos 650 passageiros que embarcaram no navio Novo Amapá, com destino a Monte Dourado, e escala em Laranjal do Jari, 180 sobreviveram.

Atores ensaiam o espetáculo Foto: André Silva

O espetáculo é baseado no texto “Triste Janeiro”, do dramaturgo Joca Monteiro, que utiliza poemas para homenagear as vítimas da tragédia. A diretora do espetáculo, Marina Beckman, promete surpresas para esta edição.  

“Cada ano, a gente faz inserção de novas cenas, novos integrantes para compor o elenco e novos elementos nestas cenas. O nosso intuito foi sempre homenagear essas famílias que perderam seus entes queridos e fazer um resgate na memória das pessoas, para conhecerem esse fato histórico que aconteceu há 37 anos no nosso estado”, falou a diretora.

Diretora da peça, Marinha Beckman Foto: André Silva

O elenco cresce a cada ano e nesta edição conta com a participação de 15 adultos e 10 crianças.

O Novo Amapá será apresentado no Teatro das Bacabeiras, no dia 6 de janeiro, e os ingressos custam R$ 10. (veja trecho da peça abaixo)  

Deixe seu comentário
Compartilhamentos