Capuchinhos registra baixa no atendimento fisioterápico

Demanda é maior para dentista e oftalmologista
Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

O Centro de Promoção Humana Frei Daniel de Samarate, conhecido como Capuchinhos, registrou uma baixa na procura por serviços de fisioterapia, nos últimos meses. De acordo com a direção, a procura tem representado a metade da capacidade do centro.

Os Capuchinhos possuem um centro fisioterápico com máquinas, esteiras, andadores, cabines, atendimento de acupuntura e vários tipos de tratamento. São cerca de 20 atendimentos e acompanhamentos diários, tendo como maior queixa dor na coluna.

“A gente percebe que à tarde os profissionais ficam ociosos porque tem pouca demanda. Queremos divulgar esse serviço para os mais carentes. Todos esses serviços são gratuitos”, disse o diretor do centro, frei Carlos Pestana.

Diretor frei Carlos Pastana: serviços são gratuitos. Fotos: Cássia Lima

Salviano Cavalcante, de 58 anos, recebe atendimento no centro há um ano. Ele conta que antes pagava pelas consultas no serviço privado, mas, foi encaminhado para os Capuchinhos.

“O atendimento é maravilhoso, de graça e com profissionais bem dedicados e bem aparelhados. Hoje estou em uma das sessões para tratar dores na perna”, contou Salviano.

Equipamentos de fisioterapia da clínica. Procura baixa

A direção contabiliza mais de 15 mil atendimentos mensais, entre consultas, exames laboratoriais e serviços odontológicos em todo o centro. Por ano, são quase 300 mil atendimentos em diversas especialidades, como ginecologia, pré-natal, cardiologia, gastrenterologia, dentista e oftalmologista.

Todos os serviços são gratuitos e os dias de marcação ficam em frente ao centro localizado na Avenida FAB, esquina com a Rua Paraná, no Santa Rita.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!