Macapaba II: Justiça dá 5 dias para quase 300 invasores saírem dos apartamentos

Fiscais da Sims encontraram imóveis abandonados e até vendidos por preços baixos para novos moradores
Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

As pessoas que invadiram 276 imóveis do Conjunto Macapaba II, na zona norte de Macapá, têm o prazo de cinco dias estabelecido pela Justiça Federal para se retirar das residências. A Secretaria de Inclusão e Mobilização Social (Sims) iniciou na terça-feira (20) a entregar as notificações para os ocupantes irregulares, sob acompanhamento da Polícia Militar.

Caso a determinação não seja cumprida, será iniciado um processo de desocupação do local com o uso de força policial. De acordo com a Sims, as invasões foram mapeadas a partir de denúncias feitas por moradores. As razões para o processo ilegal são diversos, como abandono, locação ou venda.

“Todas essas situações são proibidas e estão expostas no contrato que os beneficiários assinam com a Caixa, antes de receberem os apartamentos”, explicou a chefe de gabinete da Sims, Gleeydi Machado.

Notificação entregue para moradores irregulares. Fotos: Maksuel Martins (Secom)

Chamou atenção dos técnicos da Sims o relato da dona de casa Elizabeth Farias, que confessou ter pago a quantia de R$ 3 mil pelo imóvel para uma pessoa que ela não tem certeza ser o verdadeiro proprietário do imóvel. Há casos também de arrombamentos de residências que não foram enregues e que foram encontradas com móveis e restos de alimentos, mas sem ninguém dentro.

Gleeydi Machado disse ainda que os imóveis desocupados estão destinados a beneficiários já selecionados pela Caixa Econômica Federal (CEF), agente credor do Programa Minha Casa, Minha Vida, a partir de uma determinação da JF. A previsão é que eles deverão receber as chaves no mês de março.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.