Na lista da Interpol, assassino de sargento da PM do AP é preso em Paris

Sargento Hudson Conrado foi morto a tiros em outubro do ano passado em frente ao Museu Sacaca
Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

O segundo homem envolvido na morte do sargento da Polícia Militar, assassinado na frente do Museu Sacaca em outubro de 2017, foi localizado e preso na cidade de Paris, capital da França. José Gabriel Sousa Bonfim, havia sido incluído na lista de foragidos da Polícia Internacional (Interpol), através de solicitação da Polícia Civil do Amapá.

O criminoso foi encontrado na noite da última segunda-feira (29) e imediatamente comunicado por meio do consulado francês o seu paradeiro para a PM. O Sargento Hudson Conrado foi morto a tiros na noite de 18 de outubro do ano passado, quando aguardava a esposa sair de um evento no Museu Sacaca, na zona sul de Macapá, quando foi surpreendido por dois elementos que o alvejaram. 

Sargento Hudson foi surpreendido pelos criminosos. Foto: arquivo familiar

José Gabriel Sousa Bonfim entrou para a lista da Interpol. Fotos: reprodução

Um dos criminosos envolvidos na morte do sargento, Wendell Clei Ramos Ferreira, já havia morrido em troca de tiros com a polícia de Tocantins, no município de Araguatins, em novembro do ano passado.

De acordo com o capitão Alex Sandro, da Polícia Militar, José Gabriel Sousa Bonfim entrará no processo de extradição e, posteriormente, será trazido para o Amapá para responder pelo crime. Ele destacou também o trabalho da Polícia Civil para localizar o infrator.

“Destacamos que a rápida prisão do criminoso foi possível graças ao empenho da Polícia Civil em colocar o nome do indivíduo na lita da Interpol, o que não é fácil”, ressaltou o capitão.

Criminoso chegou a postar fotos nas redes sociais da capital francesa

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!